Loading

Remisson Aniceto

remisson8@yahoo.com.br

Sem amor, até posso suportar

Sem amor, até posso suportar

e namorar a solidão,

mas sem nada, sem nenhum prazer

-- sem amor e sem dor, não!

Você diz que vai tirar a minha dor.

Onde já se viu,

alguém nos dar um presente

e depois roubá-lo da gente?

Você me deu o amor que me nutriu

e depois o arrancou e deitou fora.

Mas o último bem que me deu,

o que preenche o meu peito agora,

o maior tesouro que tenho,

que vai comigo pra onde vou

e que sabe bem de onde venho,

este, não! Não, senhora!

Este prazer que você me doou

não deixarei que o leve embora.

Como pode ser tão desalmada?

Depois de roubar o meu amor,

ainda quer levar a minha dor,

fiel amante da madrugada,

e me deixar sem amor,

me deixar sem dor,

sem nada?