Loading

Remisson Aniceto

remisson8@yahoo.com.br

Entre o céu e o inferno

Deus deve ser estrategista

E fazer do Diabo Seu escudo.

Fingindo que sofre da vista,

Se faz de surdo e de mudo

E releva as diabruras que faz

O tinhoso chifrudo e de rabo.


Mesmo sabendo ser capaz

De exterminar com o diabo,

Deus deve gostar do danado

Ou acertou com seu subalterno

Para o mundo ser governado

Pelo céu e pelo inferno.


E o sanhudo é muito conciso.

Sabendo bem onde ele pisa,

Recolhe na porta do Paraíso

Aquilo que Deus não precisa.

Eu queria saber o porquê

De ficarmos jogados ao léu,

Só descobrindo depois de morrer

Se existe inferno e existe céu.


Digo nestes cinco últimos versos,

Assinando a minha condenação:

Mesmo Deus matando o perverso,

O homem não teria salvação.

Deus ficaria escravo em nossas mãos.